Acessando a rede Monero através de nós remotos

Os nós remotos são os computadores que possuem a blockchain completa de uma criptomoeda e fornecem um serviço útil para os usuários que usam carteiras que não possuem a blockchain completa. Estas carteiras mais simples se conectam a eles para receberem todas as informações relacionadas à blockchain, assim como para receber e enviar transações. Portanto, eles são muito úteis para carteiras que são executadas em computadores antigos, celulares ou tablets, que muitas vezes não tem espaço suficiente para guardar toda a blockchain do Monero (pelo menos 100 GB) ou possuem conexão de internet muito lenta.

Segurança

Como os nós remotos transmitem informações importantes às carteiras que se conectam a eles, isso significa que estas carteiras não estão fazendo todo o trabalho de verificação por conta própria, pois elas irão depender de informações de servidores externos. Apesar disso, os nós remotos são uma maneira muito segura de se conectar à rede Monero, pois eles nunca são informados sobre a sua chave privada de gasto, a sua semente ou a sua chave de visualização privada. Suas economias não estarão em risco se você usar um nó remoto para verificar o seu saldo, mesmo que o nó remoto esteja sendo executado por uma pessoa má intencionada.

O que os nós remotos NÃO ficam sabendo:

  • O endereço do remetente
  • Quantia da transação
  • O endereço do destinatário

O que os nós remotos ficam sabendo:

Além disso, existe um risco teórico de que alguém poderia fingir que lhe enviou uma transação. Isso aconteceria se um nó remoto passasse informações incorretas sobre a blockchain para a sua carteira. Portanto, em teoria, uma pessoa que irá lhe enviar Moneros poderia fazer um esquema com a pessoa que administra o nó remoto que você está usando, de maneira que este nó remoto passe para a sua carteira a falsa informação de que uma certa quantia foi enviada para um de seus endereços. Isso seria um ataque muito elaborado, mas teoricamente seria possível. Em função disso, executar o seu próprio nó completo (usar uma carteira com a blockchain completa) continua sendo o padrão-ouro de segurança no Monero.

Configurando um nó remoto personalizado

É fácil configurar a carteira oficial (GUI) para acessar a rede Monero através de um nó remoto personalizado. Para fazer isso, a sua carteira precisa estar no modo avançado. Caso você estiver usando a carteira no modo simples, você precisará fechar a sua carteira, acessar o menu principal e clicar no botão Alterar modo da carteira.

Após mudar o modo da carteira para o modo avançado, abra sua carteira e acesse a seção Configurações no menu. A seguir, acesse a página . Selecione o item Nó remoto e preencha o campo Endereço com node.moneroworld.com e o campo Porta com 18089. A seguir, clique no botão Conectar e espere a sua carteira se conectar a um nó remoto.

Estes nós remotos públicos são gratuitamente oferecidos pela Monero World. Ao usar um nó da Monero World, você irá usar um nó remoto diferente cada vez que realizar uma conexão. Não há garantia de que essas conexões serão de alta velocidade, portanto, ainda assim pode-se levar algumas horas para sincronizar a sua carteira.