Fundador do Trezor pagará 10 BTC para quem integrar XMR

Reportamos na semana passada que o fundador do Trezor escreveu um tweet anunciando o suporte ao Monero. Ontem ele publicou um outro tweet que não corrobora com o que foi colocado anteriormente. Dessa vez ele diz que há uma recompensa de 10 BTC (aproximadamente 300 mil reais) para quem for capaz.

A Trezor possui seu software em código aberto, então qualquer pessoa com o conhecimento técnico necessário é capaz de se aventurar na empreitada. Porém, “muitos tentaram e todos falharam até o momento”, diz o fundador da empresa.

Há uma recompensa de 10 BTC para adicionar Monero ao TREZOR. Não é necessário criar um hardware customizado, somente um software funcional.
– @slushcz

Alternativas à Trezor

A comunidade mostrou descontentamento com a notícia via Reddit. “Desculpe-me, mas prefiro comprar hardware de pessoas que [realmente] suportam o Monero.” comentou o contribuinte “ferretinjapan”.

Seu comentário faz alusão a dois projetos distintos, um da empresa Ledger que já anunciou o suporte oficialmente.  E outro que é o projeto oficial do Monero, fundado pela comunidade em Setembro deste ano. O projeto recolheu doações e atingiu seu objetivo de 996 XMR (aproximadamente 500 mil reais).

Este é um outro exemplo de que a comunidade Monero não precisa de investimentos corporativos para evoluir e criar novas iniciativas. O projeto, chamado no momento de “RFC-HWALLET-1”, está sendo desenvolvido de forma aberta e todos podem acompanhar e contribuir através da plataforma Taiga.

Imagem de destaque do site BTCManager.

About Filipe

Filipe é um membro evangelista do Projeto Monero. Entusiasta do mundo das criptomoedas e da tecnologia Blockchain, ele é autor da maioria dos guias e escreve periodicamente para o site Monero Brasil.

View all posts by Filipe →