As melhores práticas para manter a privacidade de seu automóvel

O seu carro não é um objeto qualquer. Constantemente exposto nas ruas para ser observado por qualquer um, ele pode ser considerado uma extensão da sua identidade. Ter um carro chamativo é o equivalente a andar na calçada vestindo roupas com cores chamativas.

Em situações onde você quer evitar ser o centro das atenções, não há nada melhor do que ter um carro que se camufla no trânsito urbano. Neste artigo iremos ensinar tudo o que você pode fazer para tunar a privacidade de seu carro, desde a aparência externa, até o seu interior e o local onde você estaciona.

Modelo

Antes de comprar um carro, analise a região onde você mora e transita. Evite qualquer modelo de carro que não seja comum e, de preferência, opte por carros populares.

Faça algumas corridas em aplicativos de transporte da sua cidade (ex: Uber), para ver quais são os modelos mais usados pelos motoristas. Estes modelos tendem a ter menos manutenção e aumentam sua privacidade, pois sempre haverá um carro de aplicativo de transporte andando pela cidade.

Evite ter um carro importado ou um carro muito antigo, a menos que várias pessoas na sua vizinhança também tenham.

Se quase ninguém na sua vizinhança anda de carro, evite comprar um e use o meio de transporte mais utilizado pelas pessoas no seu bairro.

Cor da pintura

Carros vermelhos chamam a atenção! Evite pinturas com cores que não sejam populares, escolha apenas entre as cores branco, preto ou prata. Em algumas cidades do Brasil os táxis são brancos, então você deve levar isso em consideração. Além da questão da privacidade, será muito mais fácil vender um carro usado preto do que um carro usado amarelo.

Adesivos

Evite qualquer tipo de adesivo na lataria ou nos vidros do carro: times de futebol, partido político, marcas, decorativos, religiosos, etc. Por mais que você goste de embelezar seu carro ou tenha orgulho de alguma coisa, estampar isso publicamente no carro pode lhe trazer muita incomodação desnecessária.

Se o seu clube, escola, universidade ou condomínio exigem que você tenha um adesivo no carro, considere descolar e colar o adesivo toda vez que precisar frequentar estes locais. Também vale a pena combinar com os funcionários da portaria para exibir o adesivo como se fosse uma credencial, sem precisar colar no carro.

Antena

Evite modelos de carro que tenham antena de rádio externa. Isso é um item que chama a atenção e diferencia o seu carro na multidão, visto que poucos modelos apresentam esse acessório nos dias atuais.

Calotas

Procure sempre usar as calotas originais do carro. Se você comprou um carro usado, certifique-se de que o dono anterior não trocou as calotas. Se a calota tiver algum emblema da marca do carro, você pode tentar tirá-lo também.

Emblemas e marcas

Assim como não há nenhuma lei que o obrigue a andar com a marca de sua camiseta estampada na frente dela, não há nenhuma legislação que obrigue que o seu carro tenha na lataria os emblemas com a marca, fabricante e potência do motor. Portanto, pode ser uma boa idéia retirá-los, tornando o seu carro mais difícil de ser caracterizado por um terceiro.

Se você está comprando um carro novo, peça para a concessionária entregar o carro sem os emblemas. Se você já tem um carro, não tente remover o emblema por conta própria, deixe isso para um profissional de uma oficina especializada. Lembre-se também de guardar o emblema para colá-lo novamente quando você for vender seu carro usado.

A maioria das pessoas não percebem ao primeiro olhar que o seu carro está sem os emblemas. Mas isso pode chamar a atenção de vizinhos que passam com frequência pelo seu carro. Para evitar que seus vizinhos percebam a ausência dos emblemas no seu carro, procure estacioná-lo de ré contra uma parede.

Se o modelo do seu carro for de uma marca conhecida, não retire o emblema: uma BMW sem emblema chama mais a atenção do que um Corsa sem emblema.

Em caso de extrema necessidade de privacidade, você pode considerar partir para a tática da desinformação e trocar o emblema do seu carro pelo emblema de um modelo parecido, mas de outra marca. No entanto, não recomendamos que faça isso no dia-a-dia.

Marcas de batidas, arranhões

Quem valoriza a privacidade jamais anda com a lataria amassada ou arranhada. Lembre-se, manter a privacidade sempre tem o seu preço: mesmo que você não ligue tanto para aquele pequeno arranhão, esse pode ser o item que tornará o seu carro único em uma multidão.

Películas de vidro

É recomendável utilizar películas de vidro com um baixo grau de transparência, sem deixar o seu carro totalmente invisível por dentro. Informe-se sempre sobre os valores máximos permitidos por lei na região onde você mora. Sempre troque a sua película caso ela venha a apresentar sinais de desgaste ou bolhas de ar.

Interior do carro

Não deixe nenhum objeto à vista dentro do carro ao estacionar. Jamais deixe objetos que contenham qualquer tipo de identificação pessoal, como carteira de identidade, carteira de motorista, documentos do carro, cartão da academia, etc.

Ao usar navegadores no celular ou GPS, coloque o seu celular em um lugar que não seja visível para observadores externos, de prefência abaixo da altura do rádio do carro.

Assim como você deve manter a aparência externa do carro, mantenha o interior de seu carro limpo e sem características que o diferenciem dos demais carros da vizinhança.

Estacionamento

Procure sempre estacionar em estacionamentos fechados e sem janelas ou com janelas opacas.

Algumas pessoas acham que deixar o carro estacionado na frente de casa ou no quintal é algo que pode amendrontar ladrões. Isso até pode ser verdade, mas você está comprometendo a sua privacidade. Além de sua placa ficar exposta para qualquer pessoa passando na rua, o ladrão que acompanha a sua rotina irá perceber que um dia o seu carro não estará estacionado, e isso pode fazer com que a sua casa se torne um alvo para um assalto.

Se você mora em um condomínio e tem a oportunidade de escolher a vaga, escolha uma vaga onde há pouca movimentação de pessoas (longe das portas de entrada e saída da garagem, longe de corredores, elevadores, escadas, câmeras de vigilância, etc.). Assim você mantém a privacidade em relação aos vizinhos e à portaria.

Pronto para colocar essas dicas em prática? Compartilhe esse artigo com os seus amigos entusiastas da privacidade!